Psicóloga, como alcançar a sua liberdade financeira?

Psicóloga, vim te ensinar  nesse artigo como você pode alcançar a liberdade financeira na profissão, um tema polêmico, então convido você a ficar nesse nesse texto comigo até o final, pois quero te apresentar tudo aquilo que eu sei que é muito importante sobre esse tema.

Eu me chamo Marco, o psicólogo fundador da Comunidade Nobre de Finanças e Negócios em psicologia, a maior, melhor e mais barata, a qual eu tenho certeza que pode te ajudar na tua carreira, e uma pergunta que eu recebo muito e é uma temática que eu trabalho muito com as minhas alunas diz respeito à liberdade financeira na profissão, porém já quero te trazer:

“se você pensa em liberdade financeira na profissão como uma dica ou um truque mágico que amanhã você já não vai mais precisar trabalhar, eu tenho certeza que esse artigo não é para você.

Se você quer conhecer uma proposta de médio-longo prazo, sustentável e consistente, fique até o final. O que eu trago para as minhas alunas é a liberdade financeira na profissão, primeiro ponto que a gente precisa entender é:

“o que é liberdade financeira?”

Nós falamos tanto de ter liberdade financeira, mas não entendemos o que é. A liberdade financeira na profissão diz respeito aquele momento que você pode parar de trabalhar porque, de uma maneira ou de outra, você vai conseguir sobreviver, você vai ter nenhum aporte financeiro e você vai poder continuar tocando a sua vida. 

Isso acontece provavelmente por dois motivos:

Seja porque você aplicou o seu dinheiro todos os meses, e  recebe alguns dividendos das suas aplicações, então você tem uma quantia que vai tirando todos os meses e ela vai dando retorno ou porque você construiu um patrimônio que atingiu um patamar financeiro o qual você já ganhou o montante de dinheiro, que se viver 300 anos você não vai gastar tudo que você ganhou.

Com certeza a primeira opção parece ser a mais fácil, eu vou falar das duas e você vai ver que eu tenho inclinação maior para segunda porque, preste atenção, dentro desse ponto, com base em tudo aquilo que eu já vivenciei na carreira e em pessoas grandes que eu já conversei, eu entendi que primeiro:

Antes de qualquer coisa você não vai, enquanto psicóloga, alcançar a tua liberdade financeira se você apenas vender a sua hora, porque se você vende a sua hora você tá preso a esse processo e quando você parar de vender sua hora, ou seja, quando os clientes forem embora ou quando você não puder atender, você não vai ter entrada financeira e você vai, desde já, precisar além daquele dinheiro que você aplicou ou guardou.

Nós temos que entender que esse dinheiro, até que retorne para nós, leva tempo, então vamos passar por um conjunto de sazonalidades se vendermos só hora, que dificilmente vamos alcançar, em tempo hábil, todo esse montante necessário para vivermos de renda, fora que quando você começar a cobrar mais, por mais que elas guardem ali alguma quantia e faça uma aplicação, o padrão de vida delas já cresceu. 

Eu mesmo tive que acompanhar uma psicóloga que já tinha um padrão de vida de 25 mil reais, e quando vamos analisar, ela tem, só de despesas pessoais da família dela, 25 mil reais, e quando ela parar de trabalhar e precisar da quantia financeira que ela guardou, todo mês foi embora todo os 25 mil.

Então percebe-se que quanto mais a gente tem, a tendência, se não cuidarmos do nosso dinheiro e da nossa relação com ele, é elevarmos muito, de uma maneira descontrolada, o nosso padrão de vida.

Esses dois pontos: o fato de que o vender a hora nos trava e essa questão de elevação descontrolada do padrão de vida nos fazem perceber que a liberdade financeira não é alcançada com apenas atendimento de psicoterapia.

Entendido tudo isso, vamos para o ponto chave: “então, Marco, como é que eu alcanço a liberdade financeira na psicologia?”.

Primeiro ponto: diversificando, quando você diversifica, quando você oferece outras coisas que não só a psicoterapia, como produtos, você começa a ter outras fontes de renda, e, com isso, você consegue escalar o teu trabalho.

Você consegue, por exemplo, enquanto você tá atendendo um cliente, ter um produto disponível para pais, que é um jogo ou um livro e ele está sendo vendido para outras pessoas.

Psicólogos renomados vendem, fazem dinheiro dessa maneira. Essa é outra fonte de renda, então a gente precisa entender que precisamos ter entradas diversificadas.

“Marco essa entrada diversificada precisa ser um curso online?

Não, você pode entender qual é a melhor fonte de renda  para você, aquela que você consegue alcançar mais pessoas.

Por isso que você precisa começar logo, quanto mais cedo você começa a diversificar, melhor.

Imagina o seguinte:

Imagina que nós temos dentro da nossa cidade as redes de supermercados, grandes redes que atendem grandes públicos, mas também tem aquele mercadinho da Dona Maria e que eu tenho certeza que a Dona Maria tem uma grande entrada de faturamento porque ela atende às necessidades do bairro.

O que eu quero dizer com isso é que você não precisa pensar em diversificar e ser como um supermercado.

Você pode ser um mercadinho.

Você pode ter dois ou três produtos para pais, pode ter atendimento para pais na questão de orientação dos filhos, pode ter jogos para vender para esses pais para melhor educar esses filhos, pode ter eventos ou curso online, pode ter um workshop.

Toda essa questão de diversificação de entradas vai aumentar o seu faturamento, aumentando o seu faturamento, o que acontece já de cara?

Aí eu quero voltar com aqueles dois pontos que a gente falou lá atrás:

Você começa a ter grana, pela grana você aumenta o patrimônio, aumentando teu patrimônio, aumenta os teus ganhos, e o que que acontece? Você pode chegar já naquela primeira etapa que eu te falei, que o seu negócio é show de bola já funciona para isso.

Ou então você pode pegar todos os meses uma quantia bacana de dinheiro e fazer as aplicações necessárias porque uma coisa é você querer viver de renda investindo todos os meses cem reais, outra coisa é você querer viver de renda e todos os meses aportando cinco mil reais.

E você pode questionar: “Nossa, Marco, cinco mil reais é muito”, bem, se você tem um volume de faturamento de 20 mil reais investido e sai aplicando para construção de patrimônio e para viver de renda, 5 mil já é uma quantidade muito grande de dinheiro.

Então é preciso entender que o primeiro passo para alcançar a liberdade financeira é aumentar as nossas entradas, porque senão vou ficar ali aportando 100 ou 200 reais, e pode ter certeza, no dia que você precisar, você vai ter que buscar desse aporte, vai ter que começar tudo do zero.

Precisamos entender que liberdade financeira não se constrói da noite para o dia, é um processo a médio e longo prazo, e por ser a médio e longo o prazo quanto mais cedo você começar melhor.

Quanto mais cedo você, enquanto psicólogo, diversificar o seu serviço, construir a tua audiência, alcançar o teu público, não importa se você vai ter uma rede de supermercado, nesse exemplo que eu te dei, ou um mercadinho, não interessa.

O que importa é que você está construindo o seu patrimônio, está aumentando o volume das entradas e a partir dele é que você vai investir para alcançar a tua liberdade financeira.

Eu espero que esse artigo tenha sido esclarecedor, para que a gente saia dessa abstração de que todo mundo pode investir, que a gente fica gastando tempo, gastando hora de estudar, quando, na verdade, o nosso melhor investimento está em melhorar as nossas habilidades.

O investimento no nosso negócio para que ele possa fazer faturar mais, crescer mais, para aí quando, de fato, começar a sobrar dinheiro, a gente pensar em ampliar o patrimônio e investir para alcançar a liberdade financeira.

Fora disso você vai estar, com certeza, perdendo seu tempo, batendo a cabeça e vai entrar ano e vai sair ano e você vai ver que essa liberdade financeira é distante.

Assista a uma aula gratuita

Informe seu e-mail e receba agora, sem compromisso, uma das nossas melhores aulas.
Nobre Finanças e marketing em Psicologia  – CNPJ 27.954.752/0001-48

Copyright © 2021 Todos os direitos reservados